Skip to content Skip to navigation

 

 

3 pontos críticos que demandam cuidados na gestão jurídica corporativa

Quando observada a rotina dos departamentos jurídicos, é possível perceber que os desafios enfrentados vêm aumentando a cada ano. A utilização da tecnologia nesse segmento procura auxiliar toda a equipe a enfrentar esses desafios da forma mais adequada possível, entretanto, tecnologia não faz milagre, e cabe ao gestor tomar decisões que permitam não só extrair o máximo possível delas, mas também mitigar os riscos jurídicos e aumentar a produtividade da empresa. Para tanto, separamos três pontos que, se observados corretamente, ajudam a melhorar a gestão jurídica corporativa:

 

Fluxo de processos entrantes

São os novos processos judiciais distribuídos contra a empresa. Dependendo do porte e da abrangência dos negócios, essa distribuição pode ser diária e a nível Brasil. O gestor precisa saber, com antecedência, quais são os processos novos que estão chegando ao seu estoque para poder preparar a melhor defesa possível, além de ter subsídio para conseguir melhores acordos, evitando assim litígios longos e custosos. Além disso, é imprescindível que o gestor consiga reduzir esse fluxo de entrada identificando as principais causas raiz dos problemas que se materializam em ações judiciais.

 

Saída de processos encerrados

São os processos com indicativo de encerramento que podem ser retirados da carteira, não mais demandando provisionamento, nem gerando custos com sua manutenção. Esses indicativos são obtidos ao se comparar as informações que constam nos processos com as informações referentes ao processo que constam nos tribunais. Muitas vezes, os processos já estão encerrados e as empresas, não tendo esse conhecimento, continuam guardando dinheiro para eventuais perdas, porém, na verdade, esse dinheiro poderia ser recuperado e investido em outra área do negócio.

 

Despesas financeiras jurídicas

Os processos ativos que permanecem no estoque possuem diversos custos, incluindo despesas processuais, honorários advocatícios, custos administrativos da equipe interna, entre outros. O que leva a conclusão de que o interessante é reduzir ao máximo o ciclo de vida desses processos. Uma automação do fluxo de aprovação de lançamentos financeiros garante a celeridade dos pagamentos associados aos prazos judiciais, bem como evita duplicidades e erros mais comuns no controle de despesas dos processos. A automação permite, também, ter uma visão clara dos custos já incorridos em cada um dos processos, possibilitando uma previsão mais assertiva de custos mensais e anuais da carteira de processos.

 

Leia mais sobre o assunto baixando nosso eBook: 5 pontos essenciais da Gestão Jurídica Corporativa e desfrute do método proposto ao final do livro!

Blog

14/12/2017
O 2º Summit Internacional de Riscos Operacionais aconteceu no dia 28 de novembro, terça-feira, em São Paulo. O evento abordou temas ...
11/12/2017
A ANEFAC e a PwC convidam você a participar do seminário que irá discutir pontos relevantes da atualização dos temas cont&a...

Newsletter



 

e-Xyon Tecnologia para Gestão © 2016 - Todos os direitos reservados   |  Política de Privacidade  |  Feedback