Skip to content Skip to navigation

 

 

3 razões para realizar um completo diagnóstico do risco jurídico

Um departamento jurídico ou um escritório de advocacia só pode começar a se aventurar em resolver suas falhas e riscos jurídicos se conhecer de fato toda a extensão dos seus problemas, portanto, o primeiro e fundamental passo é realizar uma “anamnese jurídica” minuciosa, da qual será possível extrair um diagnóstico jurídico preciso e que sirva de suporte para a tomada de decisões corretivas. Esse diagnóstico, entre outras coisas ajuda a:

 

Identificar as causas raiz dos problemas jurídicos

Resolver um processo não garante que um novo e de mesma natureza surja na outra ponta, a dos processos novos entrantes. A ideia é simples, o estoque de processos ativos de um escritório ou departamento jurídico é a diferença entre os novos processos que chegam e os processos encerrados. Uma maneira de reduzir a entrada desses novos processos é identificar suas causas raiz, ou seja, qual falha operacional do negócio como um todo, independentemente do departamento, está gerando esses processos repetitivos. Uma vez identificadas, os gestores de cada área da empresa devem conceber ações corretivas para os problemas.

 

Provisionar corretamente os processos judiciais

Os processos ativos que estão no estoque representam um custo para o negócio, pois apresentam despesas processuais, honorários advocatícios, custos administrativos da equipe interna, eventuais multas e depósitos; além disso ainda há a necessidade do provisionamento dos processos judiciais, que é o valor guardado pelo jurídico para os processos com maior risco e que provavelmente serão perdidos. Se os gestores conseguem diminuir o fluxo dos processos novos entrantes e aumentam a taxa de encerramento dos processos em estoque, é possível provisionar um valor menor e mais assertivo para os processos, culminando na possibilidade de a empresa investir essa diferença em áreas que alavanquem o seu core business.

 

Mitigar os riscos de multas, revelias e outras falhas operacionais

Através desse diagnóstico, também é possível reduzir os riscos provenientes de multas, revelias e outras falhas operacionais, pois os gestores conseguem identificar e gerenciar corretamente documentos, prazos e datas de audiências. Essa tarefa supostamente simples, se bem realizada, traz uma redução drásticas das despesas jurídicas do negócio por simplesmente diminuírem a quantidade de falhas humanas no acompanhamento dos processos.

Blog

17/04/2017
Não são todas as situações que pedem padronização, seja esta de qual tipo for, mas em outras ela se faz extremament...
13/04/2017
Um dos maiores inimigos dos advogados é o prazo dos processos: perdê-los é um verdadeiro pandemônio, pois podem gerar multas e reve...

Newsletter



 

e-Xyon Tecnologia para Gestão © 2016 - Todos os direitos reservados   |  Política de Privacidade  |  Feedback