Skip to content Skip to navigation

 

 

REDESENHO DE PROCESSOS AJUDA ESCRITÓRIOS DE ADVOCACIA A REDUZIR CUSTOS E AUMENTAR PRODUTIVIDADE - PARTE 1

Como sustentar as margens de lucro em tempos de acirramento da competição.

Cada vez mais Escritórios de Advocacia estão sendo premidos pelo mercado a reduzir o valor dos seus honorários e a operar de forma mais eficiente com tempos de resposta cada vez mais curtos. Se comparados com 4 anos atrás, serviços jurídicos mesmo que diferenciados, tiveram seus valores significativamente reduzidos.

Esta realidade é particularmente vivenciada em escritórios que atuam na área de contencioso de massa, onde os honorários são definidos pela concorrência, muitas vezes em processos de licitação ou leilões reversos. Este cenário é ainda agravado pela entrada de novos players internacionais que, descobrindo o mercado brasileiro, passam a concorrer tanto nas áreas consultivas como contenciosas.

Em diversos estágios de maturidade de um negócio, a adoção de um bom software jurídico (sistema de gestão jurídica) pode contribuir para o aumento da eficiência e redução de custos.

Entretanto Escritórios de Advocacia mais modernos, para fazerem frente a este cenário, manterem-se competitivos e ainda garantirem as margens de lucro aceitáveis, necessitam dar um passo a mais em direção a uma gestão jurídica mais moderna, através da revisão de suas rotinas e procedimentos de trabalho.

A lógica é simples, se não podem aumentar o valor dos seus honorários, a fim de garantir margens aceitáveis, tem que reduzir os seus custos e aumentar sua eficiência.

As metodologias de Redesenho de Processos nasceram na indústria, principalmente na era da Qualidade Total e vem migrando ao longo da última década para ás áreas de serviço, chegando agora aos Escritórios de Advocacia.

Embora diversas metodologias tenham sido desenvolvidas ao longo dos anos, no fundo todas elas compartilham alguns objetivos básicos em comum:

Quando se inicia um projeto de redesenho de processos, estes objetivos básicos podem ser ainda estendidos para atender a questões específicas de cada negócio.

Importante ressaltar que os métodos de redesenho de processos podem incluir mudanças evolutivas, como no caso do PDCA (Plan, Do Check, Act), ou mudanças radicais, como as preconizadas pela Reegenharia de Processos nos anos 90 (que deixou alguns feridos pelo caminho). Independente dos eventuais modismos ou do nome que se queira dar, a escolha dos métodos a serem utilizados depende, entretanto, dos objetivos a serem alcançados e também, não menos importante, da cultura da empresa.

Este artigo será escrito em 4 partes, sendo que, as três seguintes, serão apresentadas em nossos próximos Boletins de Notícias, relacionadas aos benefícios, estágios de maturidade e metodologias utilizadas no Redesenho de Processos.

Os artigos serão escritos em linguagem simples que permita aos leitores, mesmo sem conhecimento específico, o entendimento dos princípios gerais do Redesenho de Processo aplicado às áreas jurídicas.

Continua - Parte 2

Blog

18/09/2017
Encerrar os processos é parte essencial da gestão jurídica de departamentos jurídicos, pois reduz o estoque de processos gerencia...
01/08/2017
Quando o número de clientes de um escritório de advocacia cresce, pode se tornar mais complicado dar conta de todos os contatos gerados por ele...

Newsletter



 

e-Xyon Tecnologia para Gestão © 2016 - Todos os direitos reservados   |  Política de Privacidade  |  Feedback